Quando o diabo ora! (percepções sobre a série Lúcifer)

Comecei a assistir a série Lúcifer meio que por acaso. Estava disponível na Netflix e eu havia acabado de concluir Black Mirror. Cliquei e comecei a assistir despretensiosamente. A princípio eu não gostei pela minha visão teológica. Achei que estavam querendo deixar o Satanás como alguém mal compreendido e não o autor de toda rebelião … Continue lendo Quando o diabo ora! (percepções sobre a série Lúcifer)

Anúncios

Refletindo sobre Orphan Black: O evangelho na vida de Alisson Hendrix

''Eu só quero conhecer. Jesus Cristo, quem é você? O que você sacrificou?'' Chegamos ao último texto sobre a série Orphan Black. Fazendo uma retrospectiva, no primeiro falamos sobre nossas tentativas de controlar tudo, brincando de Deus. No segundo falamos sobre a similaridade entre as sestras e o Corpo de Cristo. Partindo do geral, para … Continue lendo Refletindo sobre Orphan Black: O evangelho na vida de Alisson Hendrix

O CASO SANTANDER CULTURAL: ARTE É PARA CHOCAR?

Tem repercutido a polêmica envolvendo a controversa exposição que foi patrocinada pelo banco privado Santander. Trata-se da mostra intitulada Queer Museu, realizada em Porto Alegre. O evento gerou bastante barulho graças a sua temática LGBT e também por expor obras com reprodução de situações envolvendo zoofilia, pedofilia, homossexualidade e zombaria religiosa, especialmente ao Cristianismo. Após … Continue lendo O CASO SANTANDER CULTURAL: ARTE É PARA CHOCAR?

Refletindo sobre Orphan Black: As sestras e o corpo de Cristo

Como disse no primeiro texto, a primeira coisa que me atraiu para assistir Orphan Black foi saber que uma atriz (Tatiana Maslany) conseguia dar vida a mais de dez personagens diferentes.  Enquanto assistia aos episódios, por diversas vezes meu cérebro foi enganado e eu cheguei a esquecer desse detalhe, acreditando serem mulheres diferentes em cena. … Continue lendo Refletindo sobre Orphan Black: As sestras e o corpo de Cristo

Aprendendo sobre igreja com o Gato de Botas

Um dia desses, voltando do trabalho com um amigo, ele me indicou assistir a série do Gato de Botas na Netflix. É com esse mesmo amigo que divido uma conta e eu despretensiosamente, após rir muito com ele sobre o assunto, pesquisei a série e assisti o primeiro episódio. Para a minha surpresa, fiquei encantado … Continue lendo Aprendendo sobre igreja com o Gato de Botas

Por que gostamos tanto do novo clipe da Taylor Swift?

Texto da Brenda Vanin, em seu blog pessoal, Viver Na Plenitude 🙂

viver na plenitude

Ocorreu nesse fim de semana o Video Music Awards (VMA), onde a cantora Taylor Swift estreou o clipe da sua nova música ”Look What You Make Me Do”. Na segunda-feira (28/08), o vídeo quebrou o recorde de ”Hello”, da cantora Adele, de maior visualização em 24h.

O clipe, muito bem produzido e cheio de significados ocultos, mostra Taylor encarando todas as polêmicas em que ela se envolveu nesses anos de carreira, bem como tudo que já falaram sobre ela na mídia. Eu, particularmente, apesar de não gostar mais do universo da música pop, me interessei pelo tema e, quando comecei a assistir, percebi de logo nos primeiros minutos que a cantora não estava para brincadeira.

Pelo tanto de visualizações, percebemos que a cantora conseguiu o que queria e está fazendo sucesso. Vemos o clipe dela e pensamos: ”Que mulher! Não se deixou abater por todas essas coisas contra ela, mas…

Ver o post original 320 mais palavras

Parem de querer bater metas!

Século XXI, fast-food, rapidez, GPS, mídias sociais, fama, séries, perfeição. Vivemos um tempo onde o mais fácil é o melhor. Perder tempo? Nem pensar. Somos jogados todos os dias a uma bolha de informações que nos dizem: compre, alugue, venda, ganhe, conquiste. É um ciclo vicioso de ganhos em busca da satisfação pessoal. Acabamos que … Continue lendo Parem de querer bater metas!

Refletindo sobre Orphan Black: Brincando de ser Deus

''Orphan Black'' é uma série de drama e ficção científica que estreou em 30 de março de 2013 e chegou ao fim recentemente, em 12 de Agosto de 2017. Comecei a assistir graças a minha curiosidade sobre as diversas personagens interpretadas pela Tatiana Maslany e fui surpreendida com verdades escondidas na série e que pretendo … Continue lendo Refletindo sobre Orphan Black: Brincando de ser Deus